Notícias

No Dia Mundial da Água, ONU alerta para a falta de saneamento


Data: 24 de março de 2008

 

A cada 20 segundos morre uma criança vítima de más condições de saneamento que afetam cerca de 2,6 bilhões de pessoas no mundo, segundo dados da ONU (Organização das Nações Unidas) divulgados por ocasião do Dia Mundial da Água, comemorado neste sábado (22).

A data foi foi instituída em 1992, durante a conferência da ONU sobre meio ambiente e desenvolvimento (Eco 92), que aconteceu no Rio de Janeiro.

Ricardo Moraes/AP

No Dia Mundial da Água, secretário-geral alerta para os problemas relacionados à falta de condições saneamento no mundo

Neste ano, coincide com o Ano Internacional do Saneamento, estabelecido pela organização para lançar um alerta sobre a falta do recurso que ainda atinge populações ao redor do planeta.

Em comunicado divulgado no site dedicado ao Dia Mundial da Água, o secretário-geral das ONU, Ban Ki-moon, destacou a importância de adotar medidas em relação a uma crise que afeta mais de uma em cada três pessoas no mundo.

"Péssimas condições de saneamento combinadas com a falta de água potável e de condições de higiene contribuem para as terríveis taxas de mortes associadas ao problema", afirma o secretário.

Na mensagem, Ban lembrou que por ano, 1,5 milhão de crianças morrem devido a algo que "perfeitamente poderia ser prevenido".

"O Dia Mundial da Água é uma chance para prestarmos atenção nestes dados, mas neste ano, leva-nos a ir adiante, leva-nos a pressionar por ações que possam fazer diferença na vida das pessoas."

A celebração oficial na sede da ONU, em Genebra (Suiça), foi adiantada para a quinta-feira (20), para não coincidir com a Páscoa.

Recurso precioso

Das águas da Terra, menos de 3% são doces e, destas, mais de dois terços estão inacessíveis para consumo humano. O Brasil detém cerca de 12% da água doce disponível no mundo, mas mais da metade (54%) desse total localiza-se na Amazônia e na bacia do rio Tocantins, onde está a menor população por quilômetro quadrado do país.

Segundo a FAO (Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação), a escassez de água já afeta 1,2 bilhão de pessoas em todo o mundo, enquanto outros 500 milhões já começam a sofrer pela falta do recurso.

O aumento do acesso à água potável é uma das metas de desenvolvimento para o milênio estabelecido em 2002, na reunião de cúpula de Johannesburgo (África do Sul). Segundo a meta, é preciso reduzir pela metade o número de pessoas sem acesso ao recurso no mundo até 2015.

A cada "comemoração", uma agência diferente da ONU produz um kit sobre o tema e distribui nas redes de agências contatadas ao redor do planeta.

O trabalho tem como objetivos abordar variados assuntos relacionados à água, como aumentar a consciência pública sobre a importância de conservação, preservação e proteção da água.


Fonte: Folha Online

<<Voltar

ANA - Agência Nacional de Águas  
Setor Policial, Área 5, Quadra 3, Blocos "B", "L" e "M". CEP: 70610-200 Tel: (61) 2109-5400
© Águas de Março - todos os direitos reservados
Desenvolvido por Agência Nacional de Águas
Fale Conosco